Social Icons

Featured Posts

terça-feira, 25 de novembro de 2014

My New project: Once Upon a Time... Books & Co.

Hello my dear!!!! Today I'm here to introduce to you my new project: the English version of my literary blog!
 Thank you all now and if you can, visit!

http://onceuponatimebookseco.blogspot.com.br/

Here, I will post Books Review and more! I hope everyone there! Because I know that have many people accessing "Era uma vez... Livros & Cia" blog and don't know the Portuguese Language, so, I will help them! Now, I will post the same posts in the English Version. My English isn't the better, but is better than google translate xD.

So, enter and enjoy it!
xoxo

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ele voltou... E eu o desenhei

Querido diário, algum tempo atrás postei aqui que sentia falta dele e... Parece brincadeira, mas ele voltou. Sim,eu o encontrei! Mandei um recado e desde então tenho esperado ansiosamente pela resposta que nunca vem... Mas era de se esperar. Ele nunca vem.
Ele só aparece quando ele quer, mas eu me senti tão feliz quando ele direcionou uma postagem diretamente a mim... Tão feliz! Ao menos sei que ele está bem e isso me conforta de forma que nem sei explicar, pois tinha medo de que ele já nem se lembrasse de mim, mas ele se lembra... Eu sei que sim! E aqui algumas palavras dele que me  tocaram profundamente e me fizeram ter esperanças de que quando eu menos esperar, ele vai me surpreender... Vai sim!
"Enfim, aqui vamos nós novamente, enquanto o ponteiro do relógio ainda conseguir girar!"

Às vezes penso que é bobagem ter esperanças. ás vezes acho que ele tem que ser mantido no passado como uma boa lembrança... Mas, não consigo! Ele é atual em mim, ele é presente na minha vida até nos pequenos gestos, pois como sabem, estou a escrever nossa história, então, como esquecê-lo? Como mantê-lo no passado se já foi tão importante no presente? Acredito que possamos ser amigos de novo, acredito veemente  que ainda iremos colocar a conversa em dia e rir das nossas brigas antigas como sempre fizemos e quem sabe até brigarmos de novo? É o que fazemos de melhor, é o que sempre fizemos! Somente para termos o gostinho de nos reconciliar depois e testar nosso livre arbítrio e descobrir que ele sempre nos faz ficar juntos, porque somos verdadeiros. Sempre fomos. E temos defeitos. Sim, nós temos.
Com essa aparição, lembrei-me que estou a desenhar os personagens da nossa história e eu o desenhei, do jeito que eu melhor o imagino e baseado em um "shape" que ele usava. Deixo aqui este desenho, pois ele é muito, muito bonito!
Esse é para você!

XBOX 360 e eu... Uma relação de amor!

Querido diário... Ops, queridos leitores!!!! Estou sumida, como sempre, pois não está me sobrando tempo para entrar aqui e conversar com vocês, estranho, eu sei, culpada, também! Mas é que a vida vai seguindo linhas e linhas e nem sempre elas são favoráveis e eu tenho enfrentado uma maré brava! MAAAAAASS... Há males que vem para bem! E eu estou em uma relação de amor mútuo com o XBOX 360! Juro, aqueles joguinhos com kinect são demais! Quem precisa de academia jogando isso? Sem falar que as fotos que aparecem no final da sessão são muito divertidas. Todo mundo sabe que sou assim, doente por videogame! E tinha uma relação eterna com o playstation 2, but... Ao experimentar o XBOX não posso negar que fiquei surpreendida com a qualidade dos gráficos e a delicia que é jogar com controles sem fios... ou... SEM CONTROLES! Agora é começar uma nova coleção de games legais (originais), mas deixo claro que não vou abandonar o meu play 2. Ele ainda mora no coração, mesmo que meus dedos sofram para apertar os botões do controle que já está beeeeeeem ruim hahaha
E você? Gosta de que? Tem sugestão de games para mim?

Tão eu e os meus irmãos!

terça-feira, 24 de junho de 2014

Pré-venda de Jurada pelas sombras

Oi pessoal lindo do meu coração! Meu livro está na pré-venda e quem ganha é você!
Adquira já o seu exemplar!
Entre em contato comigo no facebook e descubra como obter o seu livro agora mesmo!
meu facebook: https://www.facebook.com/leticia.godoy.1694


sábado, 31 de maio de 2014

5 anos de Mural dos Sofrimentos

Esse casalzinho tem um significado único para mim.
Leandro entenderia.
Olá pessoal! Sabia que este mês (maio) fez 5 anos que estamos juntos aqui no meu cantinho?
Parece inacreditável, não é? Mas durante estes longos anos, eu descobri muitas coisas, aprendi outras tantas e amadureci muito.
No começo o blog era uma forma de escape, uma válvula mesmo para fugir da minha vida que, diga-se de passagem, era tediosa. Depois eu descobri que parte do tédio era culpa minha e que se eu quisesse melhorar, teria que fazer isso por sozinha. Ninguém poderia me ajudar, somente eu mesma. E foi o que fiz.
Acho que todos se lembram dos meus meses de afastamento, acontece, ás vezes. E é bom. Pelo menos para mim foi. 
Eu precisava encontrar o meu eu e eu consegui. Não posso dizer o contrário. 
Firmei os meus objetivos e decidi que queria ser escritora, corri atrás disso, tomei muito tapa na cara, mas persisti e hoje posso dizer que sim, eu sou uma escritora! Não sou famosa, não tenho nem pretensão de ser, mas eu sei que de alguma forma o meu nome ficará no mundo quando eu partir. Pode ser que daqui 100 anos alguém esteja falando de algum livro meu. Pode ser que postumamente um livro meu vire um clássico, ou eu simplesmente seja esquecida, pois até mesmo Homero um dia será esquecido. Temos essa tendência, pois nada é para sempre.
Mas eu sei que agora, neste momento, vocês que me acompanham por todos estes anos (foram 5 anos!) são as pessoas que se lembrarão de mim como a garota do blog, aquela que escrevia textos falando de amores impossíveis, aquela que desabafava com vocês aquilo que as pessoas ao redor não queriam ouvir... A garota que recebia cada comentário como um abraço... A garota que usou este blog para não cometer uma loucura! Sim, esta sou eu! E vocês me reconhecem, sabem quem sou. Para mim, é extremamente importante mantê-los ao meu lado, pois quando precisei vocês estavam, agora que estou bem também precisam estar.
Não é mesmo?
Não podemos recorrer as pessoas apenas quando precisamos, mas sim em todos os momentos. Bons e ruins. Por isso vocês serão meus eternos amigos, meus queridos amigos! Espero ficar mais 5 anos com vocês, ou talvez mais. Não sabemos o dia de amanhã e agora eu quero mesmo agradecer por tudo. Mesmo! Afinal, não é todo dia que ficamos 5 anos ao lado de pessoas tão especiais. 
Sei que perdi muitos de vocês nestes anos, alguns simplesmente desapareceram, outros eu tenho consciência que magoei e há aqueles que decidiram partir para não me fazer sofrer mais... Ai, ai! Não sabem o quanto sinto falta de todos! Principalmente dele... Sim, vocês sabem de quem estou falando... Leandro. 
A carta que escrevi para ele ganhou um concurso literário de contos de amor, o livro que terminei estes dias tem a nossa história como tema principal e eu espero, meus caros leitores, que um dia ele encontre um livro meu em uma livraria e descubra que eu o eternizei em mim para sempre! E que todos poderão conhecer a nossa oculta, sombria e emocionante história... Vai ver ele até estará lendo este texto e se estiver, Leandro, saiba que eu nunca, nunca mesmo vou te esquecer. Você sempre vai ser especial para mim. Lembra da promessa? Vou estar ao seu lado mesmo que você não me queira por perto. Posso não estar totalmente ao seu lado, mas os meus pensamentos ainda o procuram sempre, pois não quero te esquecer. Não posso te esquecer. 
Com você amadureci muito, aprendi muito, sofri muito, mas o mais importante foi que conheci o amor e tivemos os melhores momentos do mundo. Nossas conversas foram as mais sinceras, pois podíamos ser nós mesmos um ao lado do outro. Não tínhamos máscaras. Não tínhamos segredos! Éramos verdadeiros até quando nos ofendíamos pra valer e isso não tem preço. Onde você estiver, toda sorte do mundo! Você realmente merece ser feliz e espero que também não se esqueça da sua loirinha, da sua menina mais teimosa que uma mula... Da sua rosa delicada que não merecia ser despedaçada. Talvez eu tenha sido despedaçada, mas nunca houve arrependimentos e se você quiser voltar para a minha vida, apareça! Apareça porque eu ainda sou sua amiga, sempre vou ser! E eu sei que teríamos aquela nossa intimidade em dois segundos novamente, porque nós nos conhecemos. Conhecemos um ao outro como ninguém. Acho que é isso! 
Como eu disse e repito, nunca haverá arrependimentos e vocês, meus caros leitores, nunca deixem para fazer algo que pode ser feito no agora, depois. Isso é horrível. É melhor conviver com a dor de ter tentado do que com a incerteza de não ter feito nada.
E viva a nós!

Até a próxima, meus caros leitores!